– estamos todos desesperados

 

Estamos todos com medo de amar. Essa é a grande verdade. Apesar de tantas opções que temos hoje, apesar dos mais variados tipos de relações, dos aplicativos de pegação disfarçados de aplicativos de namoro, dos likes, dos amei, dos crushes que aparecem sem fim, dos matches… Estamos com medo de amar. Quanto mais pessoas querem ser amadas, menos pessoas parecem dispostas a amar. Às vezes tudo dentro de um mesmo peito. Tudo batendo junto numa sinfonia disforme. “Quero, mas tenho medo.” Continuar lendo

Anúncios

– muralhas

rapaz solitário

Hora:09:00 – Ouvindo: Imagine Dragons – Radioactive

Ele era um rapaz solitário. Dedicado aos seus pensamentos e reflexões. Era um bando de um só integrante, era um exército de si mesmo, um pacote repleto de sua própria essência. Em seu interior tantas ruas e vielas se confundiam, tantos destroços e ruínas se amontoavam que era praticamente impossível a ele mesmo encontrar quem ele era, talvez fosse isso que o levasse a pensar tanto. Talvez fosse por não se conhecer que preferia não permitir a ninguém que o conhecesse, que alguém o encontrasse antes de si mesmo.

Continuar lendo

– o caçador

Hora: 17:05 – Ouvindo: Rihanna – California King Bed

A caça começou. Eu estava um pouco – ou muito – assustado. Senti que havia algo de estranho no ar, senti que passos e olhares me rondavam, senti o perigo eminente e o medo e tensão percorrerem meus músculos. Eu previ que algo aconteceria e que eu não teria saída. No meio das árvores eu devo ter andado sem o perceber, inocentemente continuei a andar naquele bosque de árvores invisíveis. Continuar lendo

– inseguro e confuso

Hora: 15:30 – Ouvindo: Britney Spears – Everytime

Por que quando estamos tristes e confusos as pessoas sempre tendem a piorar a situação? Ok, eu já estou bastante confuso, então por que me deixam mais inseguro do que já sou? Parece que tudo que me oferecem nesse momento é mais informações que eu não gostaria de saber e o pior: tudo pode ser mentira, tudo pode ser apenas fofoca. Mas pensemos bem: o que mentiras e fofocas podem fazer com uma pessoa insegura? Sim, a resposta é essa mesma que veio a mente: destruir.

Eu entendo que haja o trabalho que ocupe o tempo dela quase o dia todo, mas o que custa uma mensagem dizendo como foi o dia e talvez perguntando como eu estou? Apenas um “Oi, to com saudade.” ou “Queria te ter aqui comigo agora. Sinto tua falta”. Por que sim, é isso que eu diria. E mais: Sinto falta do teu abraço. Fico louco pensando que ainda há cinco meses antes de nos reencontrarmos outra vez. Me deixa maluco toda vez que alguém me diz que não continuaremos juntos e que tudo vai terminar em desilusão e feridas para os dois lados. Fico com raiva sempre quando falo dos meus sentimentos para alguém, e essa pessoa rir de mim, não levando a sério isso. Eu sonho contigo constantemente e toda vez que eu vejo teu rosto num sonho a minha vontade é dormir o dia todo para que assim eu possa estar perto de ti ao menos em sonho.

Por que eu simplesmente não consigo mais ouvir uma música romântica sem pensar em ti ou em alguns casos sem chorar. Por que só faz uma semana que você foi embora, mas para mim parece fazer séculos.

Eu tenho medo de estar maximizando tudo isso e que isso possa te assustar. Tenho medo de ter muito aqui dentro e que você se assuste com o tamanho do meu sentimento por ti. Eu só queria perder essa insegurança e é por isso que vou deixar de ouvir conselhos de pessoas erradas, de pessoas que não tem uma base sólida para me aconselhar.

O melhor conselho até agora será o que eu seguirei: “Sim, pode ser tudo verdade o que te falam sobre ela. Mas também pode não ser. Entre acreditar que ela está mentindo e que ela seja do jeito que tu crer que ela seja; acredite no que ela te disse. Tudo que te contam pode ser mentira também. Você só tem duas alternativas, escolha a que te parecer mais lógica. Meça e pese as coisas e os acontecimentos, depois disso você saberá em quem acreditar. Depois disso, mande os conselhos errados pro inferno.”

And everytime I see you in my dreams I see your face, it’s haunting me. I guess I need you baby.

 (E toda vez que eu vejo você em meus sonhos eu vejo seu rosto, isso está me assustando. Eu acho que eu preciso de você, querida.)