– estamos todos desesperados

 

Estamos todos com medo de amar. Essa é a grande verdade. Apesar de tantas opções que temos hoje, apesar dos mais variados tipos de relações, dos aplicativos de pegação disfarçados de aplicativos de namoro, dos likes, dos amei, dos crushes que aparecem sem fim, dos matches… Estamos com medo de amar. Quanto mais pessoas querem ser amadas, menos pessoas parecem dispostas a amar. Às vezes tudo dentro de um mesmo peito. Tudo batendo junto numa sinfonia disforme. “Quero, mas tenho medo.” Continuar lendo

– o caçador

Hora: 17:05 – Ouvindo: Rihanna – California King Bed

A caça começou. Eu estava um pouco – ou muito – assustado. Senti que havia algo de estranho no ar, senti que passos e olhares me rondavam, senti o perigo eminente e o medo e tensão percorrerem meus músculos. Eu previ que algo aconteceria e que eu não teria saída. No meio das árvores eu devo ter andado sem o perceber, inocentemente continuei a andar naquele bosque de árvores invisíveis. Continuar lendo

– silencioso desespero

sad-bed

Hora: 17:25 – Ouvindo: Tim Gates – What He Began

“A vida é feita de escolhas”. Essa frase nunca fez mais sentido do que atualmente faz para mim. Sentado na varanda da casa onde moro, refleti sobre escolhas. Escolhas me trouxeram até aqui. Escolhas me levaram a profundos abismos de escuridão maciça, mas também me levaram a lugares inigualáveis onde nunca imaginei ir tamanha era a glória. Continuar lendo