– replay

Hora: 17:34 – Ouvindo: Melanie Fiona – Priceless

Seria muito repetitivo se eu dissesse o quanto estou entediado e inseguro outra vez? Por que todos têm de me dizer que é impossível passar 5 meses sem ficar com ninguém? Por que todos dizem que manter a fidelidade é tão difícil e por que todos querem me empurrar para um caminho que não quero tomar?

Que inferno! Eu só queria que me apoiassem e me tranquilizassem ao invés de botarem mais pilha na minha cabeça já confusa! Eu só queria que ela também respondesse minhas mensagens e me tirasse essa insegurança.

Tédio, insegurança e tristeza não é uma boa combinação.

Anúncios

– mania pertinente

Hora: 16:46 – Ouvindo: So What – Pink

É como uma alucinação, como um sonho sem sentido. Fico impróprio de meus desejos e atos, pensamentos e resoluções. Não sei bem expressar isso, talvez seja uma nova emoção ou sentimento, quem sabe apenas uma mania da qual só tomo conhecimento agora. O pior é o depois, quando bate o arrependimento de ter feito tal coisa, de ter dito aquelas palavras, de ter pensado aqueles infames pensamentos e cogitado impossíveis possibilidades.

Essa mania me assusta, pois a qualquer traço de dúvida bate na porta de minha consciência e isso me assusta mais ainda me revelando inseguro e infantil. Uma criança mimada e birrenta, que chora quando se sente frustada. Tenho medo de que isso possa dizer mais sobre mim, nunca me imaginei com muitas… divergências emocionais e descobrir isso é sinceramente frustante e vergonhoso.

Talvez eu me conheça menos do que imaginava.

– meio que um tédio.

 

Hora: 17:48 – Ouvindo Lifehouse – Blind

Sei lá, é meio que um tédio que se instala sobre mim algumas vezes nesses dias. É dificil de se explicar já que é dificil de se definir o que sinto. Não é  tristeza; não é chateação… não é nada especifico. Mas é presente, uma coisa presa aqui dentro. Como se faltasse algo no meu dia, como se eu estivesse esquecendo-me de algo importante.

Pode ser ilusão, imaginação minha mesma, contudo sinto como se fosse real. Será o Natal chegando e me trazendo essa sensação de falta?  Isso seria explicável e bastante convincente já que no Natal e Ano Novo faltará realmente algo para mim, algo que eu queria mais do que tudo aqui. Por um breve período quase a tive, mas a perdi. E isso fará muita falta.

Será esse o mesmo motivo do meu tédio?