– piromaníaco

 

screenhunter_29-jan-06-01-22

São as minhas loucuras. Os meus vícios. Meus devaneios pegajosos e minhas armadilhas. Carcaças de experiências vividas ou imaginadas. Eu tenho esse problema, tão comum hoje em dia, de não se entender. É, eu não faço muito sentido. Nunca consegui fazer. Como eu disse, é um problema. As chaves para essas portas abrirem devem estar em algum canto por aqui onde eu não me lembrei de olhar. Sabe Deus onde. Eu mentiria se eu dissesse que já acostumei com essas pequenas, médias e grandes frustrações.

Eu tenho essa coisa chata de me jogar antes que o medo de pular chegue, entende? Tem gente que consegue, mas eu não. Queria, no entanto. Vou lá e arregaço o peito marcado a ferro desnudando tudo aqui dentro sem pena, misericórdia, dó, sem avareza mesmo. Deixo queimar e acho bonito como tudo aqui dentro arde levantando redemoinhos, mares, erupções e marcas. Algo como um piromaníaco. Dane-se se eu me consumir em meio ao fogo.

Até hoje não conheço a profundidade em que habito. Tenho medo mesmo vivendo aqui há tanto tempo. Eu devia tomar coragem de emergir e ver o mundo como é. Antes eu não me incomodava de estar aqui dentro dos meus cantos relegados, é só que tem ficado apertado. Tem ficado incômodo. Não me basta mais. Eu preciso romper essa carapaça. Preciso abrir essas portas e parar de colocar fogo em tudo como se fosse uma necessidade vital, como se fosse um desespero que não para de agredir meus tímpanos.

Esse problema de ter medo do escuro precisa ser solucionado. A maldita chave resolveu que só eu posso encontrá-la. O cosmo pegou pesado. Jogou baixo. Um dia vai dar certo e eu vou curar essa miopia sentimental que transita pelas órbitas do meu peito e vou consertar essa ferida que eu não consigo estancar com quantos diabos quer que eu possa enfiar com a violência bárbara dos meus silêncios contra ela.

Veja só, os meus passos estão ficando menos lentos. O meu ritmo, antes caótico, tem vez após vez se estabilizado − aqui e acolá tudo vira um borrão e volta a arder, mas ok, eu consigo lidar e por tudo em ordem logo. É só isso, sabe? São apenas minhas miragens, meus pontos cegos. Tudo é culpa deles. Não entenda isso como comiseração. Eu tenho erguido acampamento, tenho estado de mudança, compreenda. Calma, vou recolher essas peças defeituosas e jogar fora.

Calma, eu tô quase terminando esse quebra-cabeça chamado eu.

Anúncios

Um comentário sobre “– piromaníaco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s